Coisas Stranhas #06

Em Fevereiro, na primeira rodada da Copa do Brasil, o Ferroviário, de Fortaleza, recebeu o Corinthians. Em Londrina, no Estádio do Café. Só a vitória interessava ao mandante. No entanto, o Ferroviário vendeu o seu mando, empatou e foi eliminado em casa diante de 30 mil visitantes – eu sou daqui, mas vim de longe[1]. Ao ter que anunciar o público, o narrador tomou um susto, pois oficialmente foram contabilizados apenas 19.000 pagantes[2]. Onde se cruzam o mando do Ferrão, tradicional agremiação fortalezense, o primeiro cearense campeão brasileiro[3], em Londrina e a fraude despudorada na contagem de público? Na empresa Roni7Eventos, do ex-atacante Roni, parceiro da CBF na venda de ingressos para jogos da seleção no Brasil e negociante de mando de campo nas competições nacionais.
A vida tem coisas stranhas …
Durante Botafogo x Palmeiras, no Mané Garrincha, Roni e Daniel Vasconcelos, Presidente da Federação do Distrito Federal, foram detidos pela Polícia Civil[4], acusados de associação criminosa para fraudar borderôs, assim sonegar impostos e depreciar o aluguel das praças desportivas. São dezenas de partidas investigadas[5].
O mando de campo, uma vantagem objetiva no futebol, quando posto à venda, inevitavelmente afeta o desporto, as torcidas e agrava desigualdades abismais. A falta de transparência e a regulamentação tímida da Confederação Brasileira de Futebol, envolta no legado tóxico da Copa, questionam a licitude das tratativas, mesmo sobre o que está sendo vendido – a fraude dos borderôs promete mais ilicitudes.
A penúria financeira e a visão nada estratégica da maioria esmagadora dos clubes brasileiros rebaixa tais conflitos a melindres. É a credibilidade e a autonomia dos clubes, das competições e das federações que não se discute, mas se vende por mixaria a uma organização criminosa.


[1]Cravo Vermelho, Geraldo Azevedo (1977).
[2]https://esporte.ig.com.br/futebol/2019-05-26/policia-cita-jogo-do-corinthians-na-investigacao-de-fraudes-do-ex-jogador-roni.html
[3]Wikipédia Ferroviário. O Ferrão faturou a Série D de 2018, além disso, possui nove títulos estaduais. O clube é reconhecido no estado pela sua ligação às camadas populares.
[4]https://blogdogersonnogueira.com/2019/05/26/policia-prende-ex-jogador-e-presidente-da-federacao-do-df-por-estelionato-e-sonegacao/
[5]https://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2019/05/26/policia-investiga-fraude-em-20-jogos-e-cita-corinthians-na-copa-do-brasil.htm

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ferrovi%C3%A1rio_Atl%C3%A9tico_Clube_(Fortaleza).

Deixe uma resposta