Informativo Radioativo 09-05-18

Informativo Radioativo: Edição 09 de maio de 2018

Tarifa de metrô no Recife terá aumento a partir de sexta-feira

O valor da passagem de metrô ficará mais cara a partir desta sexta-feira (11). No Recife, o reajuste será de 87,5% e a nova tarifa será de R $ 3,00. Atualmente é R $ 1,60. Aumentos também estão sendo aplicados no sistema metroferroviário de João Pessoa, Natal, Maceió e Belo Horizonte.

De acordo com a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), a alteração tem como finalidade o fortalecimento do transporte de passageiros sobre os trilhos, uma vez que será fundamental para a continuidade da operação e manutenção do serviço. A receita obtida não estaria evoluindo de forma compatível com o aumento de seus custos, por isso a necessidade do reequilíbrio financeiro.

Segundo a orientação do Ministério do Planejamento, o Conselho de Administração da Companhia (CONAD) aprovou a recuperação das perdas inflacionárias. Ficando a nova tarifa em Belo Horizonte em R $ 3,40, em Recife R $ 3,00 e em João Pessoa, Natal e Maceió R$ 1,00.

Nesta sexta-feira a Frente de Luta pelo Transporte Público PE e o SINDMETRO-PE convocaram um Ato Contra o aumento da Tarifa do Metrô para as 9h. O ato acontece na Estação Central do Recife.

Fonte: diario de pernambuco

Pré-estreia de ‘O Processo’ marca reabertura do São Luiz

Após passar cerca de quatro meses de portas fechadas, o Cinema São Luiz vai reabrir, na próxima quinta (10), com a pré-estreia do filme ‘O Processo’. Após a exibição, a diretora Maria Augusta Ramos realiza um debate com a plateia. A sessão começa às 19h30 e os ingressos já estão à venda na bilheteria do cinema.

Vencedor de diversos prêmios internacionais o longa O Processo oferece um olhar pelos bastidores do julgamento que culminou no impeachment da ex-presidente do Brasil, Dilma Rousseff, em agosto de 2016. O filme se propõe a ser um testemunho da crise política instaurada no país, assim como do colapso das instituições democráticas.

Para realizar O Processo, a diretora Maria Augusta acompanhou cada passo do processo de impeachment, somando 450 horas de material filmado. As imagens foram captadas nos corredores do Congresso Nacional, em coletivas de imprensa e votações na Câmara dos Deputados e no Senado. A estreia nos cinemas está marcada para o dia 17 de maio.

Serviço
Pré-estreia do filme ‘O Processo’
Quinta (10) | 19h30
Cinema São Luiz (Rua da Aurora, 175 – Boa Vista)
R$ 10 e R$ 5

Fonte: LeiaJá

THCine na Ilha de Deus – Maconha Medicinal e Guerra às drogas

Mais uma atividade pré marcha acontece nessa quarta – feira (09\05) na comunidade da Ilha de Deus. Comunidade de território pesqueiro situado na imbirirbeira de muita resistência e protagonismo das mulheres pescadoras.

A RENFA, Cannape, CAPE, CPDH e a Acolher, estará mais uma vez contribuindo com o debate do uso medicinal e a atual política de drogas.
Contamos com a presença mais uma vez de todos, às 18 hrs no Núcleo de Comunicação Caranguejo Uçá na Ilha de deus!

Feira Varzea Colaborativa

Vocês já sabem que todo segundo sábado do mês temos encontro marcado em nossa querida feirinha. E este mês de maio é o mês das Mães. No Sábado 12/05, a praça da Várzea (parte menor que fica próximo das barracas) mais uma vez conta com a presença de artesãos, artistas e produtores independentes para realizar mais uma edição da Várzea Colaborativa. Vamos levar nossos produtos, nossas cores e nossos sabores com muito amor e alegria. Uma grande celebração da arte! Venha conhecer quem faz! Perde não, esperamos por vocês!

Quilombo do Catucá abriga ultima gravação em estúdio móvel do projeto de Boca a Ouvido

Lá no Quilombo Catucá estão quase concluindo as gravações dos programas que compõem a série De Boca a Ouvido: Música da Diáspora Africana em Pernambuco.

Abordando a musicalidade da jurema, expressão religiosa de matriz afro-indígena fortemente praticada no Nordeste, o projeto leva seu estúdio, neste dia 12 de maio, às 17h, para o Quilombo Cultural do Catucá, cuja tradicional sambada acontece há bons sete anos, um sábado por mês. É lá, no bairro do Viana, em Camaragibe, município da Região Metropolitana do Recife, que aportamos com nosso estúdio. Ao longo dos três programas falaremos sobre a Jurema, o Coco e a Diáspora Africana, tendo como foco principal a musicalidade, tanto dos rituais como do coco – ritmo e dança com influências indígenas e africanas, fortemente associado a esta prática. Destacando-se ainda: a presença feminina e sua relevância no universo do culto da Jurema.

E trazem para este diálogo:

Alexandre L´Omi, historiador, juremeiro e um dos realizadores do Kipupa Malunguinho;

Sandra Juremeira, Yalorixá e juremeira, no Ilê Axé Iemanjá Ossí e no Terreiro de Jurema do Caboclo Tupinambá.

Tocam, instigam e participam da conversa: os anfitriões do Quilombo com seu Coco de Catucá e a Mestra Ana Lúcia além do Grupo Raízes do Coco. E como dizem: “eu se fosse tu ía!”

DE BOCA A OUVIDO – MÚSICA DA DIÁSPORA AFRICANA EM PERNAMBUCO é um projeto que tem como objetivo produzir uma série de 40 programas de rádio com duração de 30 minutos cada. Realizado pela Ong Auçuba – Comunicação e Educação, a série vai explorar as diversas vertentes dessa música tocando em questões estéticas desse fazer musical, seus gêneros, usos, a relação com a espiritualidade, memória, entre outros.

O QUE: ESTÚDIO MÓVEL DE BOCA A OUVIDO MÚSICA DA DIÁSPORA AFRICANA EM PERNAMBUCO
QUANDO: SÁBADO DIA 12 DE MAIO DE 2018, 17h
LOCAL: QUILOMBO CULTURAL DO CATUCÁ
Rua Ana Alves, 443. Viana, Camaragibe.
COMO CHEGAR: De Metrô descer na integração Camaragibe e lá pegar o ônibus Viana – Cosme Damião. Pedir para descer na parada após a quadra de areia. Perguntar onde fica o Quilombo do Catucá. O ônibus Viana – Cosme Damião só circula com cartão.

Educação Ambiental no SIS

O Fórum de Usuárias junto com a equipe de Vigilância Ambiental, está realizando a semana de educação ambiental com orientações de controle a zoonoses. Utilizaremos espaços cedidos pelos terapeutas nos dias e horários discriminados:

Dia 17/05, 8h – prática de Dança Circular (facilitada por Carol), sobre caramujos;
Dia 29/05, 8h – Prática de Flexibilidade (facilitada por Márcia), sobre escorpião;
Dia 06/06, 8h, prática de Biodança (facilitada por Luciana Castro), sobre ratos.

O Fórum pretende fazer uma exposição de fotos, lambes, e depoimentos de usuários e comunidade em geral.

Semana Nacional em Práticas Integrativas

A Semana Nacional em Práticas Integrativas também acontece em Recife iniciando no dia 14/05 (segunda-feira). Sua primeira atividade será o Fórum de Práticas Integrativas que trará como tema a visão e cuidado das PICS com adultos que sofreram abuso sexual na sua infância. O Fórum de Práticas Integrativas é um evento mensal que ocorre toda 2º, segunda-feira do mês no município de Recife. O fórum é um espaço de diálogo entre os atores que fazem a política de práticas integrativas e a sociedade com o objetivo de democratizar o saber, fortalecer a política e estimular a participação para a construção de um SUS com ampla participação popular.

Cerca de 360 mil famílias não possuem moradia na cidade de São Paulo

Pelo menos 360 mil famílias no município de São Paulo não têm onde morar. O número corresponde ao déficit habitacional da cidade, de acordo com a Secretaria Municipal de Habitação. Até 2020, a prefeitura pretende entregar 25 mil unidades habitacionais. Levando em conta o orçamento de 580 milhões de reais anuais para construção de moradias, a estimativa, da própria prefeitura, é de que levará cerca de 120 anos para zerar o atual déficit.

Diante do cenário, muitos que não conseguem comprar a casa própria nem pagar um aluguel passaram a recorrer às ocupações de imóveis. A capital paulista registra 206 ocupações – de prédios e terrenos – que abrigam 46 mil famílias, segundo dados do Grupo de Mediação de Conflito da secretaria. Somente no centro da cidade, são 70 prédios ocupados com aproximadamente quatro mil famílias.

Após o incêndio e desabamento do edifício Wilton Paes de Almeida, a prefeitura anunciou vistoria dos 70 prédios na região central, o que gerou preocupação de representantes dos movimentos sociais com possíveis ações de reintegração de posse dos imóveis.

Na quarta-feira (2), o prefeito Bruno Covas disse que poderia acionar a Justiça caso seja confirmado, em futuras vistorias, que os prédios não estão em condições de uso. Além das ocupações, mais 830 mil domicílios estão em assentamentos precários e precisam de algum tipo de melhoria, conforme informações da prefeitura.

O prefeito disse que, neste ano, seis reuniões tinham sido realizadas entre a secretaria de Habitação e moradores do edifício que desabou, com a finalidade de negociar uma desocupação. Ele admitiu que, na avaliação da prefeitura, o prédio não estava adequado e não tinha as “condições necessárias” para moradia. Segundo movimentos sociais, foi oferecido somente o recebimento do auxílio-aluguel pelo prazo de 12 meses – no valor de 400 reais – e inserção dos
moradores na fila de programas habitacionais.

De acordo com o coordenador nacional do Movimento Nacional da População de Rua, Darcy Costa, o valor não é suficiente para uma família alugar um imóvel, o que leva a viverem na rua ou em ocupações. De acordo com ele, atualmente são 290 mil imóveis vazios em São Paulo que poderiam ser utilizados para locação social.

Já a prefeitura paulistana informou que não tem o levantamento de quantos imóveis estão vazios e que poderiam ser utilizados.

Fonte: Agência Pulsar com informações da Agência Brasil

Cerco se fecha contra assassinos de Marielle, diz deputado

Após participar de reunião com o chefe da Divisão de Homicídios, Fábio Carsoso, e membros da Comissão Externa da Câmara que acompanha as investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco, o deputado Jean Wyllys (Psol-RJ) disse, nesta terça-feira (08) que o cerco contra os assassinos está se fechando.

De acordo com o deputado, Cardoso não deu prazo para a conclusão do inquérito, que já dura quase dois meses, mas disse que está otimista .

Wyllys disse: “Ele afirmou que a sociedade tem que ter paciência, porque homicídio, de fato, exige uma investigação mais rigorosa. Mas ele já tem informação suficiente para cruzar os dados e chegar aos assassinos”. “Já descartaram várias linhas de investigação e o cerco aos criminosos está se fechando. Não só sobre os executores como também em relação aos mandantes.”

Ainda de acordo com Wyllys, o delegado afirmou que os executores são bem treinados. Mas não informou se são agentes do Estado. “Não são pessoas quaisquer e não são baratas”, disse o deputado.

O delegado confirmou que a arma usada no crime foi uma submetralhadora. Além disso, de acordo com o deputado, a falta do exame de raio-X no corpo de Marielle – devido ao equipamento do Instituto Médico-Legal (IML) estar quebrado – não prejudicou as investigações.

O parlamentar ressaltou que a comissão continuará cobrando a conclusão do inquérito. Uma delegação do Parlamento do Mercosul chega no dia 9 de maio ao Brasil para se reunir com os investigadores e o interventor federal na segurança do Rio, o general Walter Braga Netto. Também participaram da reunião da terça com o delegado os deputados federais Glauber Braga (Psol-RJ) e Alessandro Molon (PSB-RJ).

Fonte: FolhaPE

Assassinato da Theusa

O assassinato de Matheus Passareli, Theusa, não pode ficar impune. Ativista LGBT, negra, primeiro de sua família a entrar numa universidade, Theusa era aluna de Artes Visuais na Universidade Estadual do Rio-UERJ.

Segundo informações, no dia do desaparecimento, Theusa saia do aniversário de uma amiga, na Rua Cruz e Souza, no Encantado, na Zona Norte, por volta das 2h30m do domingo. A estudante se despediu de amigos dizendo que não se sentia bem e foi embora. Algumas pessoas contaram que ela pediu um Uber, mas não entrou no carro. De acordo com as investigações, Matheusa foi morta por integrantes de uma facção criminosa do Morro do 18, em Água Santa, Zona Norte do Rio. O motivo do assassinato ainda não foi descoberto. De acordo com informações confirmadas pela família de Matheusa, há “fortes indícios” de que seu corpo tenha sido queimado.

Infelizmente, o Brasil é o país que mais mata pessoas LGBTs em todo o mundo. Segundo levantamento feito pelo Grupo Gay da Bahia (GGB), mais antiga associação de defesa dos homossexuais e transexuais do Brasil, aponta que 2016 foi o ano com o maior número de assassinatos da população LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais) desde o início da pesquisa, há 37 anos. Foram 347 mortes. O próprio GGB ressalta que os números são subnotificados, já que faltam estatísticas oficiais.

O relatório é feito com base em notícias e informações que chegam ao conhecimento do grupo. A população de travestis e transexuais correspondeu a 42% das mortes, num total de 144 vítimas. De acordo com a organização, as pessoas trans são as mais vitimizadas. O risco de elas serem assassinadas é 14 vezes maior em relação a gays.

A expectativa de vida de uma trans em nosso país é de 35 anos. Matheus tinha só 20 anos e uma vida inteira pela frente.

Fonte: Jornal Estado de Minas e FB de Gabriel Passarelli

Horários do programa

Segunda: 8h [[AO VIVO]]
Segunda: 20 (reprise)
Terça: 7h (reprise)
Quarta: 8h [[AO VIVO]]
Quarta: 20h (reprise)
Quinta: 7h (reprise)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

What is 10 + 10 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANT! To be able to proceed, you need to solve the following simple math (so we know that you are a human) :-)