Informativo Radioativo 16-04-2018

Pernambuco se prepara para o IV encontro Nacional de Agroecologia

Segunda e terça, dias 16 e 17 deste mês, em Serra Talhada, Sertão de Pernambuco, agricultores/as, técnicos/as, professores/as, dirigentes de movimentos sociais e organizações não governamentais se reúnem para se prepara para o IV encontro Nacional de Agroecologia (IV ENA), que acontece em Minas Gerais, no final de maio.

Cerca de 150 pessoas estarão participando do Encontro Estadual de Agroecologia – Rumo ao IV ENA, na Unidade Acadêmica de Serra Tralhada, UAST/Campus da Universidade Federal Rural de Pernambuco, no Sertão do Pajeú. Mulheres, jovens, camponeses, indígenas e quilombolas estarão discutindo e analisando as temáticas que alimentam a luta do Movimento Agroecológico em todo o Brasil, sob a bandeira do IV ENA que tem como tema Agroecologia e Democracia Unindo Campo e Cidade.

Caravanas das regiões do Agreste, Sertão e Zona da Mata rumam para Serra Talhada para esse encontro preparatório. São dois dias para dialogar sobre a questão da água e seu acesso e gestão, feminismo e Agroecologia, terra e território, juventudes, direito à cidade e Comunicação e democracia. Temas que também serão debatidos durante o IV ENA. No Encontro Estadual de Agroecologia destas segunda e terça, também serão pensados os formatos de apresentação das instalações artísticas e pedagógicas para a representação dos território do Sertão do Araripe, Sertão do Pajeú e Zona da Mata, que serão levadas para representar o estado de Pernambuco, em Minas Gerais, no IV ENA. A delegação que representará Pernambuco também no evento nacional será escolhida nesse Encontro Estadual de Agroecologia – Pernambuco Rumo ao IV ENA.

Fonte: Centro Sabiá

Coco Raízes de Arcoverde está ameaçado de perder sua sede

Um dos maiores grupos de Coco do Brasil está correndo o risco de perder a sua sede e com ela uma grande parte da nossa história.

Devido a crise que se instaurou no país, o grupo sofreu grande cortes de show o que comprometeu diretamente o pagamento do aluguel da sede. Um espaço hoje que recebe todos de braços abertos e que mantém a memória viva de Lula Calixto fundador do grupo, e que é palco de ensaios, encontros, filmagens, oficinas, encontros, pode ser perdido.

O Raízes hoje está devendo 1 ano e 6 meses de aluguel, e tentam através de vaquinha online impedir que o grupo não perca a sua sede onde tudo começou.

Neste ano o grupo fará 20 anos de existência registrado, mas a tradição não tem data.
A intenção deste financiamento coletivo não é somente de quitar esta dívida, mas sim de implementar formas para que a sede se torne autossustentável, através de uma plano de iniciativas para capacitar os próprios integrantes do grupo na manutenção e continuidade deste trabalho.

Formado em 1992 por Lula Calixto e pelas famílias Gomes e irmãs Lopes, o grupo
passou a ser conhecido do público a partir de 1996, quando rompeu as barreiras da
pequena cidade de Arco Verde, em Pernambuco, e se apresentou Brasil afora em países como Alemanha, Bélgica, Itália, Noruega e França.

A sonoridade percussiva do Samba de Coco Raízes de Arcoverde representa o coco
Trupé, desenvolvido por Lula Calixto a partir de suas vivências musicais, e consiste em uma rápida e forte batida dos pés no chão com tamancos de madeira, usados, inovadoramente, como instrumentos percussivos. O samba e os folguedos de roda são manifestações muito presentes na dança e na música do grupo, marcados pelo triângulo, pandeiro, surdo e ganzá, que dão tônus ao ritmo.

O financiamento coletivo já está encerrado, mas se você quer ajudar o Coco Raízes de Arcoverde entra em contato que com certeza sua ajuda será muito bem vinda.

Fonte: Campanha “Nossa Sede” no Catarse

Morre Mestre Afonso, do Maracatu Leão Coroado

O Mestre Afonso Gomes de Aguiar filho, de 70 anos, morreu na noite deste domingo (15) durante uma festa no Terreiro São João Batista, no bairro de Aguas Compridas, em Olinda. Com mais de 20 anos de dedicação ao Maracatu Nação Leão Coroado, um dos mais importantes de Pernambuco, o mestre foi vitima de um infarto.

De acordo com familiares, Mestre Afonso estava participando de uma festa, um toque para Oxum, no momento em que se sentiu mal e foi socorrido por por amigos e pessoas da própria família. Encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento de Olinda, Afonso não resistiu e faleceu.

Desde 1996, quando o Maracatu Leão Coroado, mais antiga naçãoo pernambucana, passava para suas mãos, Mestre Afonso vem cumprindo sua funçao como o oluô (sacerdote máximo). Seguindo os ensinamentos do seu antecessor, Luís de França, que exerceu a função desde 1954 até 1997, decidiu fazer maracatu não apenas por diversão, mas por devoção.

Ainda nas mãos de Mestre Afonso, o Maracatu Leão Coroado passou a ter um projeto de Salvaguarda do patrimônio imaterial, com dois aspectos positivos, mas também as barreiras enfrentadas pelo grupo, que reflete a realidade de tantos outros que fazem parte da cultura popular. Lançado no último dia 3 de abril, o projeto contou com um documentário, produzido por Mateus Saa e o italiano Diego Di Niglio, um livro com vários artigos sobre a nação, de coordenadoria de Isabelle Câmara, além de um CD, produzido com o etnomusicólogo Climério Oliveira.

Fonte: Jornal do Commercio

Oficina de serigrafia artesanal

Na próxima quinta-feira 19, às 9h da manhã, realizaremos o primeiro encontro da oficina de serigrafia artesanal para imprimir camisas e/ou cartazes. O encontro será no prédio do Serviço Integrado de Saúde (SIS) e terá como objetivo criar uma tela para impressão, com a temática de #lulalivre.
A oficina é aberta para todas as pessoas que tenham interesse no tema e em aprender a técnica de serigrafia artesanal.
Acontecerá um segundo encontro no dia 26 de abril, para imprimir as telas criadas.
SIS – Rua Lindolfo Collor, 65, Engenho do Meio.

Fonte: Rádio Aconchego

A saúde do atraso: uma alternativa ao SUS autoritária e seletiva

Na última terça-feira, dia 10 de abril de 2018, foi realizado em Brasília, um evento que propõe a substituição do Sistema Único de Saúde (SUS) pelo “Novo Sistema Nacional de Saúde”. A ideia central é que este “novo” sistema seja gerido segundo os ditames dos planos de saúde. A proposta é encabeçada pela Federação Brasileira de Planos de Saúde (FEBRAPLAN).

Em termos específicos, o “1º Fórum Brasil – Agenda Saúde: a ousadia de propor um Novo Sistema de Saúde”, organizado pela Federação Brasileira de Planos de Saúde, com participação do Ministério da Saúde, de deputados e senadores, nada mais é do que o desdobramento do lobby do setor privado que desde 2014 faz enormes investidas contra o Estado para se apropriar dos recursos públicos.

Este evento em particular é resultado direto da publicação “Coalizão Saúde Brasil: uma agenda para transformar o sistema de saúde”. A publicação busca desconstruir os alcances do Sistema Único de Saúde, sem analisar as reais causas da insuficiência do sistema público, a partir de uma análise descontextualizada da criação democrática do SUS e das suas condições mínimas.

Nas últimas semanas diversos grupos e instituições ligadas à saúde pública e coletiva se manifestaram contra a proposta da Federação Brasileira de Planos de Saúde. Além de considerarem os argumentos descontextualizados da realidade brasileira, está também pontuada a defesa do SUS enquanto direito fundamental do povo brasileiro. Uma informação adicional à questão é que a campanha do atual ministro da Saúde, Ricardo Barros, para deputado federal teve seu maior doador um sócio do Grupo Aliança, que é um administradora de “benefícios” de saúde. Além do que desde de 2003 é o primeiro ministro da Saúde sem formação na área.

Fonte: Brasil Debate

A um mês do assassinato de Marielle e Anderson

Um mês depois do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista Anderson Gomes, ninguém foi identificado como mandante ou mesmo executor do crime. Poucas informações foram divulgadas até o momento e as autoridades continuam investigando o caso.

Na semana passada, o ministro interino da Defesa, general Joaquim Silva e Luna, afirmou que a investigação “está avançando, mas essas informações estão todas restritas à polícia que está fazendo a investigação”.

As primeiras pistas foram imagens das câmeras de segurança espalhadas pelo trajeto percorrido por Marielle e Anderson até a rua onde foram mortos, mas exatamente no local há um “ponto cego” das câmeras, que não gravaram o momento do assassinato.

A polícia chegou a apreender um carro em Ubá (Minas Gerais) que poderia ter sido usado no crime, o que depois foi descartado.

As balas recolhidas no local do crime foram analisadas. Identificou-se que a maior parte teria sido roubada de um carregamento da Polícia Federal há alguns anos, como anunciou o ministro extraordinário da Segurança Pública, Raul Jungmann. Até agora, não foi divulgado o resultado da análise das munições.

Atos
Para marcar a data e protestar contra a violência no Rio de Janeiro e pelo fato de que as investigações ainda não tenham obtido sucesso foram marcadas inúmeras ações, intituladas “Amanhecer na Praça por Marielle e Anderson”. As manifestações foram organizadas pelo PSOL e por integrantes de movimentos sociais e aconteceram durante a madrugada do sábado (14), em diversos locais do Rio, outras cidades do Brasil e até mesmo em Buenos Aires, na Argentina, e Budapeste, na Hungria.

Fonte: Agência Brasil e Agência Pulsar

Direitos Valem Mais – 21 DIAS DE ATIVISMO: MIL RODAS DE CONVERSA PELO PAÍS

Milhões e milhões de pessoas estão sendo afetadas pela maior crise econômica que o Brasil já enfrentou em toda a sua história. Desemprego, fome e os cortes nas políticas públicas estão levando o país a um retrocesso, fazendo com que setores importantes da população voltem à miséria. Muitas famílias não estão conseguindo manter o mínimo para sobreviver. Medidas foram aprovadas no Congresso Nacional, como a emenda constitucional 95 que diminuiu o dinheiro para a saúde e educação pública e de outras políticas sociais por 20 anos, tornando inviável a garantia de vários direitos, penalizando ainda mais crianças, adolescentes, jovens, mulheres e idosos.

Pensando em resistir e transformar tal cenário, de 7 a 28 de abril, a “Coalizão Anti-austeridade e pela Revogação da Emenda Constitucional 95” convida a todos a participar de sua mobilização. Chamam cada pessoa a convidar sua família, seus amigos, vizinhos e colegas para conversar sobre como a crise está afetando suas vidas. Quebrar o silêncio e juntar-se em prol do fim dos cortes sociais e da mudança da economia. No site www.direitosvalemmais.org.br você poderá encontrar uma cartilha sobre como organizar uma roda de conversa. No site também há uma série de materiais que ajudam a entender como as políticas de austeridade atingem nosas vidas.

A Coalizão Anti-austeridade e pela Revogação da Emenda Constitucional 95 é uma articulação ampla de entidades, redes e movimentos sociais comprometidos com a defesa e a promoção dos direitos humanos no país, que tem por objetivo promover o debate público e somar forças em prol da revogação da Emenda Constitucional 95 e pelo fim da política econômica de austeridade.

Fonte: Direitos valem mais!

Horários do programa

Segunda: 8h [[AO VIVO]]

Terça: 20h (reprise)

Quarta: 8h [[AO VIVO]]

Quinta: 20h (reprise)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

What is 14 + 12 ?
Please leave these two fields as-is:
IMPORTANT! To be able to proceed, you need to solve the following simple math (so we know that you are a human) :-)